EnglishFrenchGermanSpainItalianDutchRussianJapaneseChinese Simplified

 

quarta-feira, setembro 02, 2009

Frei Gigante - 2007



Região : Açores
Castas : Arinto, Verdelho e Terrantez
Produtor :
Cooperativa Vitivinícola da Ilha do Pico
Tipo : Branco
Ano : 2007
Álcool : 13,5%









Nota Introdutória:

Este verão pude constatar o trabalho sério que tem vindo a ser desenvolvido por parte de alguns produtores de vinhos Açorianos.

Ao nível de vinhos brancos, podemos já apresentar alguns vinhos de boa qualidade, este Frei Gigante 2007 é certamente um destes casos, o melhor talvez, podendo mesmo ombrear com alguns bons brancos do continente.

O Frei Gigante de 2007, é efetivamente uma boa aposta, pronto a ser bebido e com belíssimo pendor gastronómico, excelente para acompanhar um peixe grelhado ou um queijo de pasta mole num destes fins de tarde.


Notas de Prova:

Aspecto cor palha com laivos dourados. Aroma intenso onde predominam as notas a frutos tropicais e um leve tostado. Paladar marcado pela fruta tropical com alguma acidez a dar-lhe um toque de frescura, bastante equilibrado, intenso e persistente na boca.










Nota Pessoal: 16,5 (Prova a 8 de Ago.09)
Preço: €4,50 (Ref.) (Açores)

7 comentários:

  1. Gostaria de felicitá-lo, pela iniciativa de criar um blogue no qual fala de vinhos que estão ao nosso alcance, ou seja podem ser adquiridos cá em S. Miguel. Gostaria ainda de saber a sua opinião quanto ao Frei Gigante 2008, parece-me um pouco inferior ao de 2007.

    Cumprimentos.

    Miguel Amaral

    ResponderEliminar
  2. Caro. Miguel,

    Em primeiro lugar, quero agradecer-lhe o seu comentário, neste espaço são expostas notas sobre os melhores vinhos por mim provados desde o inicio deste blogue, dado que a maior parte dos vinhos provados anteriormente já não se encontram no mercado, esperando com isto, para além do registo das minhas melhores provas, contribuir para que se bebam boas pingas nos Açores.

    Quanto ao Frei Gigante 2008, efectivamente é um vinho que está aquém da colheita de 2007, decidi não fazer qualquer referência, apesar de o já ter provado a quando a publicação deste “Post”. Deparei-me com um vinho ligeiramente menos encorpado do que o Frei Gigante 2007, com uma doçura bastante mais acentuada e um fim de boca um pouco menos persistente.

    Contudo não se trata de forma alguma de um mau vinho, mas comparativamente à colheita do ano anterior estará certamente uns pontos abaixo.


    Boas Provas.
    RAT

    ResponderEliminar
  3. Ontem desloquei-me a Santarém onde me foi servido uma garrafa de Frei Gigante de 2008. Nunca bebi quaquer vinho açoriano e fiquei deveras impressionado como se consegue um branco numa região sem o estio que (dizem) ser necessário para que arinto apure sabores e aromas. Talvez o "terroir" do Pico ajude nesta situação.
    Parabens pelo blogue.
    Paulo Nunes

    ResponderEliminar
  4. Caro Paulo Nunes,

    Efectivamente aqui na região principalmente nas ilhas Pico, Terceira (Biscoitos), Graciosa e por último em São Miguel, podemos encontrar alguns brancos e até mesmo licorosos, de muito boa qualidade. Como refiro neste Post, os produtores açorianos têm vindo há já algum tempo, a efectuar investimento consciencioso aqui da região, através da recuperação das vinhas e castas antigas, na modernização dos processos de vinificação, contratação consultores e enólogos para os apoiar nesta árdua tarefa de produzir bons vinhos.

    A Ilha do Pico, efectivamente destaca-se pelas suas características e configuração geológica, o seu solo, repleto de currais de pedra, estendido em torno de um cone vulcânico 2351 metros de altitude. Podemos facilmente nos aperceber que estamos perante características únicas e que o seu “terroir” certamente potenciará de alguma forma especial as características de algumas das castas ai utilizadas.

    Neste momento julgo que o Enólogo Paulo Laureano, dado o estudo que efectuou às vinhas e castas dessa ilha através do projecto “Curral Atlantis”, será um dos mais aptos a esclarecer as verdadeiras potencialidades desta lindíssima ilha.

    Como não poderia deixar de ser, dado a Açorianidade que me corre nas veias, brevemente irei colocar aqui no “Lugar de Baco” outros bons vinhos que por cá produzimos.

    Volte sempre, Bons Vinhos.

    ResponderEliminar
  5. Antes de mais queria dar-lhe os parabéns por este sitio da internet.
    Seguidamente gostaria de saber onde consigo comprar este vinho preferencialmente na região de Lisboa pois, depois de muitos e bons comentários sobre o mesmo, queria experimentar o mesmo.

    Cumprimentos,

    EVasconcelos

    ResponderEliminar
  6. Caro EVasconcelos,

    Efectivamente gerou-se aqui uma pequena confusão, respondi-lhe no Post do “ Magma – 2007” a informação que tenho é que efectivamente a collheita de 2007 já não se encontra disponível na Loja Açores, sita à Avenida Elias Garcia, 57, Tel. 217971114”, somente o FreiGigante 2008, e como certamente leu nos meus anteriores comentários, apesar de estar bastante bom, está ligeiramente inferior à colheita 2007.
    No entanto se fizer muita questão, posso tentar arranjar-lhe alguma garrafa da colheita de 2007

    Mais uma vez lamento o sucedido, disponha sempre.

    ResponderEliminar
  7. Rui A.Teixeira02 dezembro, 2009

    Meus caros visitantes do Continente,
    Venho aqui informar-lhes que ainda poderão encontrar o Frei Gigante 2007, na Garrafeira Nacional a 5,60 Euros.

    Garrafeira Nacional
    Rua de Santa Justa, 18
    1100 – 485 Lisboa
    Telefone: 218879080 \ 218879004

    Bons Vinhos.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...