English
FrenchGermanSpainItalianDutchRussianJapaneseChinese Simplified



sábado, maio 21, 2022

Dona Matilde - Reserva 2017


Dona Matilde - Reserva 2017 / Tinto / 14%
Douro / Touriga Nacional (50%), Touriga Franca (30%) e Tinta Amarela (Vinhas Velhas (20%)
Quinta Dona Matilde


Na margem norte do rio Douro, junto à barragem de Bagaúste, podemos encontrar uma das mais antigas propriedades do Douro, Quinta Dona Matilde, com um total de 93 hectares, dos quais 28 são vinha. Vinha, de vinhas velhas, ou melhor históricas, cuja idade varia entre os 70 e 90 anos e outras mais recentes, cuja a idade ronda os 25 anos

Esta propriedade adquirida em 1927, por Manoel Moreira de Barros, encontra-se hoje entregue à terceira e quarta geração, Manuel Ângelo Barros (Pai) e Filipe Barros (Filho). Um projeto familiar de grande consistência, com um portfólio de excelente qualidade que abrange os seguementos de "Vinhos do Porto" e "Vinhos DOC Douro" e cuja a responsabilidade enológica está a cargo do enólogo, João Pissarra e a viticultura do viticólogo, José Carlos Oliveira

Como exemplo de um dos êxitos deste projeto, aqui está o Dona Matilde - Reserva 2017, um tinto claramente duriense, pejado de frescura e complexidade. Não obstante ter sido considerado, à cerca de um ano, o melhor vinho DOC Douro no concurso internacional Mundus Vini que se realiza todos os anos na Alemanha, eis o que se me evidenciou na sua prova

No copo, mostra um bonito tom rubi, levemente profundo. Aroma fresco, medianamente intenso, onde se evidenciam notas a frutos silvestres, amora, alguma cereja, embrenhando-se num leve tom floral e sugestões vegetais, a esteva, cassis, envolto num leve balsâmico. Na boca, mostra-se fresco. seco, algo intenso, bem dimensionado, com taninos presentes mas bem domados, confere o frutado do aroma. Conjunto bastante atrativo, com final longo e persistente.

Um belíssimo tinto duriense! Mais um porto seguro, com excelente pendor gastronômico, sem dúvida!


 Not. 17,5
 Pvp: 21,5€ (Ref.) 

Se pretender adquirir este vinho, poderá encontra-lo aqui, beneficiando da oferta de 10% de desconto, para amigos e simpatizantes de Lugar de Baco. Para tal, terá utilizar o código promocional, "LBACO21BOF"


 


 

segunda-feira, abril 25, 2022

Quinta dos Penassais - Grande Reserva 2017


Quinta dos Penassais - Grande Reserva 2017 / Tinto / 14%
Dão / Touriga Nacional
Maria de Fátima Teixeira Ribeiro Silva


Fundada em 1992, a Quinta dos Penassais, situada no lugar da Cumieira, em S. João de Lourosa, na região demarcada do Dão, surge como uma empresa agrícola familiar exclusivamente ligada ao sector vitivinícola.
Atualmente, contam com cerca de treze hectares de vinha cuja a idade média ronda os 25 anos. As castas presentes são única e exclusivamente, as recomendas para a região do Dão, com enorme predominância das castas, Touriga Nacional, para os tintos e  Encruzado para os brancos. 

Este, Quinta dos Penassais - Grande Reserva é um, varietal, da casta Touriga Nacional, nascida no seu berço originário, o DãoVinificado em lagar tradicional com sistema de refrigeração e estagio em cave, repleto de cuidados. O ex-libris dos tintos da casa. Um tinto de grande qualidade!  

No copo, mostra um tom rubi intenso, algo profundo. Aroma elegante,  com evidencias a frutos silvestres, algo maduros e leves sugestões florais, tudo envolto num leve tom especiado e finas notas a tosta. Na boca, mostra-se algo encorpado e equilibrado, onde a fruta e o finíssimo tostado se embrenham e a sua belíssima acidez amparada pelos seus polidos taninos lhe premeiam o final de boca longo e persistente.

Um belíssimo representante dos vinhos do Dão, assim como da casta, tinta, mais emblemática da região e do País!

 Not. 17,5
 Pvp: 25€ (Ref.) 

Se pretender adquirir este vinho, poderá encontra-lo aqui, beneficiando da oferta de 10% de desconto, para amigos e simpatizantes de Lugar de Baco. Para tal, terá utilizar o código promocional, "LBACO21BOF"


 


 

domingo, abril 03, 2022

Horácio Simões - Grande Reserva 2017


Horácio Simões - Grande Reserva 2017 / Tinto / 14,5%
Península de Setúbal / Castelão
Horácio dos Reis Simões


Fundada em 1910, por José Carvalho Simões, a Casa Agrícola Horácio Simões, é uma casa secular e um dos bons exemplos dos, inúmeros, projetos familiares que temos em Portugal. O forte elo familiar, a paixão pela terra e o respeito pela tradição, têm vindo a refletir-se na qualidade e solidez dos seus vinhos

Um projeto consistente, localizado em Palmela, na Quinta do Anjo, que já vai na sua terceira geração. Atualmente gerido por Pedro Simões e como enólogo, o seu irmão, Luís Simões. A aposta nas castas regionais é uma evidencia, com primazia para o Moscatel de Setúbal, Moscatel Roxo e Castelão. Esta última muito bem representada neste Horácio Simões - Grande Reserva, que aqui apresento

Um vinho, produzido apartir unicamente da casta Castelão, oriundo de vinhas, plantadas em solo arenoso, cuja idade média ronda os 80 anos. Produziram-se apenas mil garrafas.  

No copo, mostra um tom rubi carregado, medianamente profundo. Aroma discreto,  com evidencias a frutos silvestres, um subtil toque a fruta vermelha madura e excelentes sugestões a esteva, cassis, caruma, tudo envolto num leve tom abaunilhado. Na boca, mostra-se intenso, bem dimensionado, suportado por uma belíssima acidez e taninos vivos mas domados, onde a fruta madura dá o tom. Final levemente seco bastante longo e persistente.

Um belíssimo representante da casta Castelão e dos vinhos da Península de Setúbal! 

 Not. 17
 Pvp: 22€ (Ref.) 

Se pretender adquirir este vinho, poderá encontra-lo aqui, beneficiando da oferta de 10% de desconto, para amigos e simpatizantes de Lugar de Baco. Para tal, terá utilizar o código promocional, "LBACO21BOF"


 


 

domingo, março 20, 2022

LILIPOP 2019 (tinto)


LILIPOP 2019 / Tinto / 13%
Douro / Baga, Jean, Bastardo, Alicante Bouschet,
 Touriga Brasileira, Tinta Francisca, Tinto Cão e Touriga Franca
Quinta de Tourais


Um vinho que, desde logo, nos desperta a atenção pelo design do rótulo serigrafado na garrafa. Uma homenagem  a "Liliana"

A história da Quinta de Tourais, localizada no Douro, nos arredores da Régua, é bastante longa, os seus primeiros registos remontam ao sec. XII. Em 1927, é adquirida pelo avô dos atuais proprietários os irmãos Manuela e Fernando Coelho e sua esposa Liliana.  Até 1999, toda a uva produzida na quinta era vendida, para produção de vinho do Porto, desde então o enólogo e viticultor, Fernando Coelho, um verdadeiro "Vigneron", decidiu que estava na hora de começar a produzir os seus próprios vinhos. 
Hoje com nos cerca de 8 hectares de vinha, de castas tradicionalmente Durienses, produzem cerca de 15 mil garrafas, das quais apenas 1100 são deste LILIPOP 2019. Um tinto, muito interessante, cujo o perfil se afasta um pouco dos característicos tintos do Douro, e talvez por isso mesmo nos surpreenda ainda mais

No copo, apresenta um tom rubi medianamente profundo. Aroma fresco e elegante, de intensidade média, onde se evidenciam notas a frutos silvestres, groselha, mirtilos, boas notas vegetais, a mato, envolto num tom agradavelmente especiado. Na boca, mostra-se fresco e elegante, com um belíssimo equilíbrio, com taninos finos e uma boa acidez a sustentar um conjunto que se mostra ao longo de toda aprova muito agradável e fresco. Final longo e persistente

Um tinto muito agradável! Leve e com um curioso pendor gastronômico. Permite harmonizações muito interessantes desde que os pratos não sejam demasiadamente condimentados! 


 Not. 16,5
 Pvp: 26,0€ (Ref.) 

Se pretender adquirir este vinho, poderá encontra-lo aqui, beneficiando da oferta de 10% de desconto, para amigos e simpatizantes de Lugar de Baco. Para tal, terá utilizar o código promocional, "LBACO21BOF"


 


 

domingo, março 06, 2022

Quinta Nova (Terroir Blend) Reserva 2018


Quinta Nova (Terroir Blend) Reserva 2018 / Tinto / 14%
Douro / Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinto Cão e Tinta Roriz
Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo


Novamente um vinho oriundo da Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo, um tinto de gama média, um clássico, de registo claramente duriense, feito a partir de uvas de parcelas escolhidas entre terroir's de diferentes altitudes, submetidas a cofermentação, processo em que as uvas de diferentes castas fermentam em conjunto, conseguindo-se assim evidenciar mais alguma complexidade e estrutura de sabores
As distintas necessidades, por vezes de ajustes, que ocorrem com estas diferentes uvas em processo de fermentação, mostram o enorme domínio, que os enólogos, Jorge Alves e Sónia Pereira, detêm das, uvas e vinhedos, da Quinta Novapois só desta forma e neste contexto é possível, de forma consciente, obter um resultado destes

No copo, mostra um tom rubi intenso e profundo. Aroma fresco, intenso, onde se evidenciam notas a frutos silvestres, amora, mirtilos, boas notas vegetais, esteva, cassis, tudo envolto num especiado a pimenta, chocolate negro, baunilha. Na boca, mostra-se fresco e intenso, bem dimensionado, suportado por polidos taninos, num conjunto atrativo que se desdobra entre a subtil doçura de uma fruta negra silvestre, sugestões especiadas e um leve vegetal seco. Termina longo e persistente.

Um belíssimo tinto duriense, com excelente pendor gastronômico! Um porto seguro, sem dúvida!


 Not. 17
 Pvp: 18,5€ (Ref.) 

Se pretender adquirir este vinho, poderá encontra-lo aqui, beneficiando da oferta de 10% de desconto, para amigos e simpatizantes de Lugar de Baco. Para tal, terá utilizar o código promocional, "LBACO21BOF"


 


 

domingo, fevereiro 20, 2022

XXVI Talhas Mestre Daniel 2019 (tinto)


XXVI Talhas Mestre Daniel 2019/ Tinto / 13%
Alentejo / Trincadeira, Aragonês e Tinta Grossa
XXVI Talhas


Mestre Daniel deixou um legado! Os  30 anos que passou a fazer vinho da talha, acabaram por fazer deste carpinteiro de profissão, o mote para que um pequeno grupo de familiares/amigos de Vila Alva,  familiarizados por tradição, com esta forma de fazer vinho, decidissem, em 2018, arrancar com o projeto, XXVI Talhas, precisamente no edifício em que Mestre Daniel se dedicou em simultâneo à sua arte, a carpintaria e à produção de vinho da talha, tradição que herdara de seus pais
  
Este projeto sediado, numa típica aldeia Alentejana, do concelho de Cuba, Vila Alva, e cuja a denominação "XXVI Talhas", deriva do numero de talhas existentes na adega, das quais, 22 de barro, datadas do Sec. XIX, e quatro de cimento armado, nasce pela mão da filha de Mestre Daniel e dos seus dois netos, Daniel e Alda Parreira, conjuntamente com o amigo de infância e enólogo Ricardo Santose seu pai, João Santos, um experiente adegueiro
  
Dos cinco hectares de vinha que exploram, vinhas velhas de sequeiro, plantadas em solos muito pobres e cuja a idade mínima ronda os 20 anos, brotam vinhos, que têm vindo a ganhar notoriedade pela sua qualidade e a unicidade que as talhas lhes imprimem, entre outros, este belíssimo tinto, XXVI Talhas Mestre Daniel 2019
  
No copo, apresenta-se com um tom rubi levemente aberto. Aroma medianamente intenso, algo complexo, onde se evidencia algumas notas resinosas, casadas com levíssimos apontamentos a fruta vermelha, alguma geleia, envolto num subtilíssimo tom vegetal e terroso. Na boca, mostra-se, fresco e elegante, num corpo médio, taninos finos, com uma cordata acidez. Um final bastante agradável, longo e persistente
  
Um excelente vinho da talha, com um pendor gastronômico muito interessante e uma identidade/unicidade incrível, recomendo vivamente! 


 Not. 17
 Pvp: 23 € (Ref.) 

Se pretender adquirir este vinho, poderá encontra-lo aqui, beneficiando da oferta de 10% de desconto, para amigos e simpatizantes de Lugar de Baco. Para tal, terá utilizar o código promocional, "LBACO21BOF"


 


 

domingo, janeiro 30, 2022

Carvalhas (Tinta Francisca) 2015


Carvalhas (Tinta Francisca) 2015/ Tinto / 13%
Douro / Tinta Francisca
Real Companhia Velha


Este é um vinho oriundo de uma das mais bonitas e emblemáticas quintas do Douro, a Quinta das Carvalhas, situada, no cima Corgo, na margem esquerda do rio Douro virada para o Pinhão, estende-se encosta acima até ao topo, a cerca de 550 metros de altitude.
A sua história é bastante longa, a sua referência escrita mais antiga data de 1759. Quase duzentos anos depois, em 1953, é adquiriria pela família Silva Reis, sua atual proprietária que desde então, para além dos investimentos que nela tem vindo a efetuar,  veio a adquirir ainda mais umas quantas quintas no Douro. A partir da década de 90, aposta na produção de vinho DOC Douro de qualidade superior e na vertente enoturística da quinta. Hoje, Quinta das Carvalhas, com cerca de 500 hectares, dos quais 150 são vinha, é a joia da croa da mais antiga produtora de vinhos do Porto e Douro em atividade a Real Companhia Velha.  

A Tinta Francisca é uma casta ancestral e autóctone portuguesa, os seus registos mais antigos localizam-na  dentro da Região Demarcada do Douro. Neste Carvalhas (Tinta Francisca) 2015, podemos realmente apreciar o seu grande nível, a sua identidade está aqui indelevelmente marcada. Ao fim ao cabo aquilo que esperava quando neste processo vigora a mestria do viticólogo Álvaro Martinho e do enólogo Jorge Moreira

No copo, apresenta-se com um tom rubi carregado e profundo. Aroma fino de intensidade média, onde se evidencia algumas notas a frutos silvestres, deixando transparecer o seu lado vegetal, a mato, esteva, caruma, tudo envolto num subtilíssimo tom especiado. Na boca, mostra-se, elegante e fino, num corpo bem dimensionado, onde taninos muito finos e elegantes aliados a uma acidez muito cordata, reforçam lhe o final longo e persistente

Um grande vinho que reflete a nobreza da casta, uma escolha que não deixará ninguém indiferente!


 Not. 17,5
 Pvp: 37,0€ (Ref.) 

Se pretender adquirir este vinho, poderá encontra-lo aqui, beneficiando da oferta de 10% de desconto, para amigos e simpatizantes de Lugar de Baco. Para tal, terá utilizar o código promocional, "LBACO21BOF"


 


 

sexta-feira, janeiro 21, 2022

Outrora (Baga) Clássico 2017


Outrora (Baga) Clássico 2017 / Tinto / 12,5%
Bairrada / Baga
V Puro


Com a assinatura dos enólogos Nuno Mira do Ó e João Soares, eis o Outrora (Baga) Clássico 2017, um belo tinto bairradino, oriundo de uma, ou melhor, de duas vinhas centenárias, com idades compreendidas entre os 100 e os 120 anos. A vontade de criar um vinho próprio aliado ao conhecimento que tinham da região e o potencial que lhe reconheciam, fez com que os colegas de faculdade e amigos, decidissem, procurar uma vinha velha cuja a casta fosse exclusivamente Baga. Em 2009, encontraram-na, começam pela compra da uva e um pouco mais tarde acabam por comprar a própria vinha e assim nasce a  V Puro.

Baga, apesar de toda a sua irreverencia, é a casta dos genuínos tintos da Bairrada. Por volta dos anos 2000, a moda dos vinhos redondinhos e com um pouco mais de fruta madura e docinha, trocou-lhe as voltas, contudo alguns dos poucos, muito poucos, produtores mantiveram-se firmes e graças a eles, esta casta de identidade requintada, continuou através dos seus extraordinários vinhos, a mostrar-nos todo a sua opulência. Com este, Outrora (Baga) Clássico, a V Puro vem claramente reforçar este pequeno núcleo de produtores, respeitados e acarinhados pelo o numero cada vez maior de apreciadores de vinhos diferenciados.

No copo mostra um bonito tom rubi. Nariz, fresco, complexo, onde se evidenciam notas a frutos silvestres, amora, groselha negra e um leve tom herbáceo , amparado por um fino tom especiado. Na boca, mantem o registo, fresco e elegante, mostra grande equilíbrio e complexidade, taninos finos e polidos dando suporte a um final, fresco e algo seco, longo e persistente. 

Um Baga cheio de classe e carácter, indelevelmente marcada pela região de onde provem. Um clássico que recomendo vivamente a todos aqueles que queiram desfrutar de um belo "Baga". Um dos seus grandes embaixadores!


 Not. 17,5
 Pvp: 36€ (Ref.) 

Se pretender adquirir este vinho, poderá encontra-lo aqui, beneficiando da oferta de 10% de desconto, para amigos e simpatizantes de Lugar de Baco. Para tal, terá utilizar o código promocional, "LBACO21BOF"