EnglishFrenchGermanSpainItalianDutchRussianJapaneseChinese Simplified

 

quarta-feira, setembro 18, 2013

Morgado de Sta. Catherina - Reserva 2010


Região (Doc) Bucelas . Castas Arinto . Produtor Companhia das Quintas .  Enólogo João Corrêa & Nuno de O . Tipo Branco .  Ano 2010  .  Álcool 13,5%

DBucelasmais propriamente da Quinta da Romeira chega-nos este, Morgado de Sta. Catherina - Reserva 2010
Reconhecida atualmente como a capital do Arinto, Bucelas, transporta na sua história alguma dfama que os seus vinhos obtiveram noutros tempos por outras paragens.
Pela altura das invasões Francesas, mais propriamente pela mão dos militares ingleses, grandes apreciadores destes vinhos, viria a tornar-se numa das primeiras regiões exportadoras de vinho, a verdadeira ponte para a sua internacionalização tem aqui a sua origem.
Com o fim desta guerra peninsular, os vinhos de Bucelas não caíram no esquecimento, pelo contrario, a sua exportação viria mesmo a intensificar-se. A corte inglesa havia-se rendido a estes vinhos.
Mas com o tempo, essa conquista por terras de sua majestade, foi-se desvanecendo. Que aconteceu? Talvez não tenhamos cuidado como deveríamos do nosso "Charneco" ou "Lisbon Hock" (vinho branco de Lisboa, tal como era conhecido)! Talvez as modas na corte tenham seguido outro destino! Talvez!

Felizmente nestes últimos anos, Bucelas, vem reencontrando o seu caminho, o seu famoso Arinto tem vindo a contribuir fortemente para o reconhecimento da qualidade dos seus vinhos. Actualmente, entre alguns dos seus excelentes embaixadores, temos este Morgado de Sta. Catherinaum branco, ou melhor um Arinto de grande classe, com uma estrutura e consistência admirável.

Recomendo-lhes vivamente este Morgado de Sta. Catherina - Reserva 2010um branco de excelente recorte. Das várias e belíssimas harmonizações que já tive o privilégio de efetuar com este vinho, deixo-vos a sugestão. Experimente-o a acompanhar com uns bifes de atum, harmonização simplesmente fabulosa!
  
Notas de Prova

Cor amarelo citrino levemente carregadoAroma dominado por notas a citrinos numa versão subtilmente compotada, ao abrir-se soltam-se algumas notas mais tropicais a ananás e leves sugestões a mel, tudo muito bem balanceado por uma excelente mineralidade e uma suave envolvencia a barrica. Na boca mostra-se fresco, cheio e bastante equilibrado, excelente simbiose entre a fruta, as notas meladas, a madeira e uma mineralidade bastante correta, final elegante e discreto.

Nota Pessoal: 17
Preço: €5 a €10 (Ref.)


Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...