EnglishFrenchGermanSpainItalianDutchRussianJapaneseChinese Simplified

 

quinta-feira, junho 27, 2013

Hexagon 2008


Região (Doc) Setubal . Castas Touriga Nacional, Touriga Franca, Syrah, Tinto Cão e Tannat . Produtor José Maria da Fonseca . Enólogo Domingos Soares Franco . Tipo Tinto .  Ano 2008  .  Álcool 13,5%

Já lá vai algum tempo, desde da minha última publicação, tempo de outros afazeres!
É certo que este mesmo tempo, pelo menos por terras Lusas, não está para aventuras. Escrever sobre vinhos nos tempos que correm, faz sentido se tivermos a noção que estamos a escrever essencialmente para um público que maioritariamente vive num País em crise e cuja a palavra de ordem designa-se por "contenção"

No entanto, cada vez mais notório é o aumento do número de visitantes oriundos de outras paragens, muitas delas, bastante mais afortunadas do que a nossa, procurando essencialmente o melhor que temos para oferecer. Este é motivo suficiente para que, de quando em vez, se publiquem alguns destes vinhos de topo. Mostrar a quem puder pagar por eles a excelência dos vinhos Portugueses. Como no caso deste Hexagon, o topo de gama da José Maria da Fonseca.

Nunca é demais realçar a grandiosidade desta casa, apesar de já muito se ter escrito sobre estes seus vinhos, será sempre um enorme prazer provar e apresentar aqui no Lugar de Baco as novas colheitas do Hexagon, um vinho de grande categoria, cuja a colheita de 2003, a primeira que provei, deixou-me realmente a sua marca.
Posteriormente,  com o Hexagon 2005, a coisa já não me correu tão bem, tive pressa, provei-o cedo demais! Enfim! Por vezes acontece! Não sei se a culpa foi inteiramente minha, por o ter provado logo que chegou ao mercado, ou se foi fruto de uma comercialização ligeiramente prematura.

Um vinho produzido apenas em anos de qualidade certificada, com cuidados redobrados, assente numa combinação de seis castas, nacionais e estrangeiras e com as quais Domingos Soares Francoatravés da sua mestria, consegue demonstrar o verdadeiro potencial destes nossos vinhos Portugueses.

Falar deste Hexagon 2008, é falar uma vez mais de um vinho de grande classe. Com estágio de cerca de catorze meses em meias pipas novas de carvalho francês e em garrafa desde Março de 2011. Um vinho que apesar de desde já ter muito para nos oferecer, apresenta uma estrutura com grande potencial de evolução. Tal como as colheitas anteriores, um vinho que não quer pressas, vinho para muitos e bons anos.
Merecedor de cuidados, bons copos, temperatura adequada (16ºC). Uma boa harmonização com bons pratos de carnes, queijos  e a indispensável companhia de bons amigos.

Notas de Prova

Aspecto rubi carregado, profundo. Aroma discreto, algo complexo, demarcado por notas a fruta preta, ponteado por um subtil toque floral, suavemente vegetal, com algum chocolate preto e um leve tostado. Paladar boa complexidade, excelente equilíbrio entre o vigor e elegância, o que lhe confere  uma excelente frescura de boca,  mantém as boas notas a fruta preta, o toque vegetal e uma madeira muito bem integrada. Taninos  de grande qualidade. Final elegante e prolongado.

Nota Pessoal: 17,0
Preço: €39,50 (Ref.)



PS. Amostra enviada pelo produtor.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...