EnglishFrenchGermanSpainItalianDutchRussianJapaneseChinese Simplified

 

quarta-feira, 18 de Julho de 2012

Amostras no Lugar de Baco

Nova página 1



Os meus sinceros agradecimentos a todos aqueles que até à data escolheram o Lugar de Baco como um dos meios de promoção dos seus vinhos. Lamento, mas por indisponiblidade minha não serão aceites mais amostras para prova.


     Rui A Teixeira

segunda-feira, 16 de Julho de 2012

Soalheiro Primeiras Vinhas - Alvarinho 2010



Região: Vinho Verde (Monção e Melgaço)
Castas: Alvarinho
Produtor: VinuSoalleirus (Quinta do Soalheiro)
Enólogo: António Luís Cerdeira
Tipo: Branco
Ano: 2010
Álcool: 13,0%

Um Alvarinho que dá pelo nome de Soalheiro - Primeiras Vinhas, um vinho obrigatório, evidência como poucos que a qualidade passa forçosamente pela tradição.   

Alvarinho, uma das castas brancas mais nobres de Portugal. A sua crescente mediatização, tem a levado a viajar para outras regiões e até mesmo para outros Países, mas é na sub-região de Monção e Melgaço, assim como Rias Baixas na Galiza,  onde esta melhor expressa  todo o seu potencial e carácter, aqui o terroier fala por si.

Haver vamos se as modas não lhe trocam as voltas e seu carácter e autenticidade não se perde por entre a ânsia de fazer vinhos correctinhos feitos simplesmente para agradar. Felizmente também aqui existem os resistentes os avessos a modas, e a todos eles (apesar de poucos) o meu mais sincero Bem-Aja! 

Soalheiro - Primeiras Vinhas Alvarinho 2010, produzido, pela família Cerdeira, mais propriamente por António Luís Cerdeira, enólogo e produtor,  é concebido a partir de uvas provenientes de  vinhas velhas, as primeiras  existentes na Quinta de Soalheiro em Melgaço, dai a sua designação de Primeiras Vinhas. Fermentou essencialmente em inox a temperaturas muito baixas, apenas 15% do volume total fermenta em cascos de carvalho usado, com manutenção das borras finas até início de Maio. 

Continuo e continuarei sempre a evidenciar os aspectos de maior relevância do processo de vinificação dos vinhos que apresento, e insisto, alguns destes são elementos imprescindíveis para que de certa forma se possa descortinar e relacionar algumas das caracteristicas que estes mesmos vinhos evidenciam.

Sem duvida alguma, mais um dos fabulosos brancos que se produzem neste País, Soalheiro - Primeiras Vinhas Alvarinho 2010, provado entre outros e sem influencias da marca que orgulhosamente ostenta, foi simplesmente, o melhor  em prova. 



Notas de Prova:

Um branco de grande categoria, aqui o rigor é a palavra de ordem, um vinho   que deixa a sua marca, o seu carácter impregnado na memória gustativa dos que com ele se cruzam. Um vinho muito afinado e de um pendor gastronómico incrível.  

Aspecto amarelo citrino. Aroma discreto , abre-se um pouco após algum tempo no copo, mostra-nos um lado levemente vegetal e citrino, fresco e algo complexoPaladar fino, elegante e preciso,  carregado de subtilidades e uma boa dose de complexidade, fruta discreta afinca-lhe a graça, uma combinação perfeita, uma boa frescura sustentada por uma correcta acidez acompanha-o ao longo de toda a prova. Termina amplo e duradouro.

O Soalheiro - Primeiras Vinhas Alvarinho 2011, já chegou ao mercado, contudo e em jeito de conselho aproveite o colheita 2010, se puder e conseguir deixe a colheita 2011 esperar um pouco mais. Vinhos destes são para ser apreciados com calma e na companhia de uma gastronomia adequada. 


Nota Pessoal: 17,5
Preço: €14,00 (Ref.)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...