EnglishFrenchGermanSpainItalianDutchRussianJapaneseChinese Simplified

 

28 de Julho de 2010

A Pressa




Lá estamos nós acorrer atrás “à frente” das últimas novidades, com receio de não estar a par, daquele grande vinho, daquele grande produtor. Enfim! Da desenfreada concorrência do mercado em que todos nós damos a nossa “valiosa” contribuição.


Ainda o outro dia dei comigo a pensar, como esta situação deverá ser incómoda para “alguns” enólogos, o mercado a “bradar” por um vinho que ainda carecia de mais algum tempo para se equilibrar.


Estamos perante uma faca de dois gumes, por um lado exige-se a novidade por outro lado sai-mos todos penalizados, quando digo todos refiro-me mesmo a todos, consumidores, comerciais, produtores e enólogos.


Quando um consumidor chega a uma garrafeira e compra aquela novidade, aquele grande vinho, cuja a colheita anterior foi bastante referenciada pela critica, e muitas vezes à conta disso o preço é tudo menos simpático, quando decide abrir aquela botelha de expectativa e se depara com um vinho ainda em busca de equilíbrio, a decepção será grande e muitas vezes sem se aperceber que este necessitaria apenas de mais algum tempo em garrafa, a imagem negativa com que ficou daquele contacto precipitado irá perpetuar, e muito provavelmente a de alguns dos seus amigos também.


Por tudo isto meus amigos, e apesar de esta situação ser apenas o espelho da postura de uma sociedade que corre sabe-se lá para onde, não tenham Pressa.

26 de Julho de 2010

Ázeo (branco) Reserva - 2008

Região: Douro
Castas: Várias (vinhas velhas com mais de 60 anos).
Produtor: João Brito e Cunha, Lda.
Enólogo: João Brito e Cunha
Tipo: Branco
Ano: 2008
Álcool: 13,5%






Nota Introdutória:

Realmente há vinhos muito interessantes como este Ázeo – Branco Reserva 2008, contudo, não é pelo facto de um vinho ser interessante que deixa de ter necessidade de apresentação! Quem visita este blog poderá aqui encontrar algumas poucas notas actualizadas sobre origem dos vinhos apresentados, sem que para isso tenha que recorrer ao site do produtor, para além do mais, não sendo este o caso, muitas são as vezes, que se encontram desactualizados ou mesmo indisponíveis.

Enfim !! É o meu formato do momento!

Há cerca de um ano atrás tive a oportunidade de conhecer João Brito e Cunha, e desta forma inteirar-me do seu projecto, muito sucintamente aqui descrito a quando a publicação do seu vinho Quinta de S.José.

Um branco com classe, este Ázeo – Branco Reserva 2008, foi a sensação com que fiquei logo que terminei de degustar o primeiro gole deste vinho.

Um vinho cuja complexidade pautua todo um conjunto no qual se entrevê um carácter distinto e a boa contribuição das vinhas velhas de onde proveio.

Este Ázeo – Branco Reserva 2008, está um vinho de categoria, de fino recorte como tal deverá ser devidamente degustado desde já e provavelmente por mais alguns anos.


Notas de Prova:

Aspecto Amarelo citrino de concentração média, límpido e levemente brilhante.

Aroma discreto e elegante do qual se vão sobressaindo finas notas cítricas, um leve tosta e fumado balanceado por uma mineralidade que lhe confere uma belíssima frescura.

Paladar confirma as boas notas a fruta (toranja, lima, abacaxi …), alguma tosta, o pendor mineral assegura-lhe a frescura, volumoso e cheio pautado por um sentido de proporção, elegância e complexidade que se estende ao longo de toda a prova, terminando longo e persistente.





Nota Pessoal: 17,0 (Prova a 14 de Jun.10)
Preço: €15,00 (Ref.)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...